Anuncio

Colapsar
No hay anuncio todavía.

Novedades Gripen (NG/BR/ E-F)

Colapsar
Este es un tema pegajoso.
X
X
  • Filtrar
  • Tiempo
  • Mostrar
Limpiar Todo
nuevos mensajes

  • #46
    re: Novedades Gripen (NG/BR/ E-F)

    Sin ganas de entrar en polémicas estériles como avión en si mismo (fuera de cualquier otra consideración) es un sda sumamente interesante por la combinación de tecnología, prestaciones y costo operativo. Me pregunto si resultara vencedor del FX 2 si no sería para considerarlo. De todos modos, hasta el 2015... agua y ajo. Saludos.

    Comentario


    • #47
      re: Novedades Gripen (NG/BR/ E-F)

      Haga clic en la imagen para ver una versión más grande

Nombre:	saab gripen.jpg
Visitas:	2
Size:	139,3 KB
ID:	583196

      The Saab Gripen aircraft is a multirole fighter.

      Source : The Saab Gripen aircraft is a multirole fighter. - Image - Naval Technology

      Comentario


      • #48
        re: Novedades Gripen (NG/BR/ E-F)

        La mayoría de los suizos no quieren el Gripen sueco.

        Los suizos se muestran desfavorables a la compra de aviones de combate suecos Gripen por más de 3.000 millones de francos.
        Como hace un año, los suizos interrogados para una encuesta estiman que no hacen falta comprarlos. La última palabra la tiene el miércoles el Consejo nacional.
        La Cámara de los cantones se manifestó a comienzos de marzo, aceptó la compra de los aviones por 22 votos contra 20 y una abstención.
        El Consejo de Estados se pronunciará nuevamente a fines de septiembre, cuando comienzan las sesiones.
        Según la encuesta realizada por el Instituto Isopublic a más de 1.000 personas, el 63% de las personas interrogadas estiman que no es necesario comprar los Gripen, sólo el 31% apoya esta adquisición. El 6% no tiene opinión del tema.
        La misma encuesta hace un año daba casi igual, 64,1% contra la compra y 25,6% a favor, mientras que un 10% no opinaron.

        Exklusiv-Umfrage: Die Supervögel stürzen beim Volk ab!

        Comentario


        • #49
          re: Novedades Gripen (NG/BR/ E-F)

          Respiran aliviados en Saab.

          El Parlamento suizo aprobó la compra del avión de combate Gripen.

          Una semana después de que el Consejo nacional, es decir, la cámara baja del Parlamento suizo, el Consejo de los Estados, el equivalente al Senado de otros países, aprobó este 18 de septiembre la compra de 22 aviones de combate Gripen NG a la empresa sueca Saab por 3.126 milliones de francos suizos.
          El tema venía mal barajado desde marzo, el mismo Consejo de los Estados si bien había aceptado el principio de reemplazar a los F-5 Tiger actualmente en servicio en la fuerza aérea suiza, había rechazando votar las partidas necesarias para financiar la adquisición de los Gripen.

          Comentario


          • #50
            re: Novedades Gripen (NG/BR/ E-F)

            A Gripen multi-role fighter aircraft armed with with RBS 15 anti-ship missiles and AGM 65 Maverick missiles, Image courtesy of Saab AB/ Peter Liander.
            Archivos Adjuntos
            Editado por última vez por Richard Parker; https://www.aviacionargentina.net/foros/member/5120-richard-parker en 18/10/2013, 02:30.

            Comentario


            • #51
              re: Novedades Gripen (NG/BR/ E-F)

              The aircraft in the first picture looks just like a naval fighter after take off from the carrier, doesn't it?

              Regards

              Comentario


              • #52
                re: Novedades Gripen (NG/BR/ E-F)

                la verdad....SUIZA podría dejar de gastar plata al divino pe....y con un buen sistema de defensa aerea por su superficie estaria hecha, para vuelos ilegales con lo que tiene le alcanza

                Comentario


                • #53
                  Re: F-X Capítulo 2.5!!!

                  Saab invertirá $ 150 millones en la fábrica para hacer el Gripen

                  Haga clic en la imagen para ver una versión más grande

Nombre:	Gripen-D-600x399.jpg
Visitas:	1
Size:	42,5 KB
ID:	586326

                  O vice-presidente mundial da Saab, Lennart Sindahl, anunciou nesta quinta-feira (30), em São Bernardo do Campo, o investimento inicial de US$ 150 milhões para a construção da fábrica que irá produzir estruturas para o Gripen, o novo caça do Brasil.

                  Em dezembro, a presidente Dilma Roussef anunciou a Saab como vencedora de uma licitação internacional para a compra do novo avião de combate brasileiro. Serão adquiridas 36 aeronaves por US$ 4,5 bilhões. Sueca, a Saab saiu-se vencedora do processo, onde concorreram também a norte-americana Boeing, com o F-18, e a francesa Dassault, com o Rafale.

                  Segundo Jairo Candido, presidente do Grupo Inbra, a parceira da Saab no país, a fábrica será erguida em uma área proxima ao rodoanel, onde a cidade construirá um polo de indústrias de defesa.

                  A expectativa é que a fábrica já saia do papel em 2014 e que empregue mil pessoas.

                  O anúncio foi feito durante visita de representantes da Saab a São Bernardo do Campo. Sindahl afirmou que a proposta apresentada é que 80% do Gripen seja feito no Brasil.

                  Vamos aprender com os suecos como se faz peças de um avião de outro nível”, disse Jairo Candido, cuja empresa já é responsavel por peças de aviões da Embraer.

                  A montagem e a integração das peças e sistemas dos aviões será feita pela Embraer.

                  Ainda não está definido quais serão as peças que serão produzidas no Brasil.

                  O investimento inicial de US$ 150 milhões será para as instalações físicas da fábrica e a transferência de equipamentos e máquinas.

                  Seremos uma fábrica de aeroestruturas de nível 1, pois vamos aprender a fazer as partes importantes do avião, como a asa, a fuselagem. Isso o Brasil nunca fez. Até o momento produzimos peças de nível 2 e 3 (mais simples)”, disse Jairo Cândido, do Grupo Inbra.

                  O prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho,diz que quando o ex-ministro da Defesa, Nelson Jobim, criticou o Gripen, afirmando que se tratava apenas de um avião “ainda no papel”, a Saab o pediu ajuda. “Vi aí uma oportunidade para desmistificar isso e uma oportunidade para trazer investimentos na região”, disse.

                  Defesa Aérea & Naval » Notícias Aéreas e Navais » F-X2: Saab investirá US$ 150 milhões em fábrica para fazer o caça Gripen

                  Comentario


                  • #54
                    Re: F-X Capítulo 2.5!!!

                    Originalmente publicado por BrasilPotencia Ver Mensaje
                    Saab invertirá $ 150 millones en la fábrica para hacer el Gripen


                    Vamos aprender com os suecos como se faz peças de um avião de outro nível”, disse Jairo Candido, cuja empresa já é responsavel por peças de aviões da Embraer.

                    A montagem e a integração das peças e sistemas dos aviões será feita pela Embraer.

                    Seremos uma fábrica de aeroestruturas de nível 1, pois vamos aprender a fazer as partes importantes do avião, como a asa, a fuselagem. Isso o Brasil nunca fez. Até o momento produzimos peças de nível 2 e 3 (mais simples)”, disse Jairo Cândido, do Grupo Inbra.
                    Acá explica claramente los pasos a seguir en cuanto a la forma en que una nación logra producir un avión caza.
                    Aunque EMBRAER es la 3º empresa de aviones mas importante del mundo, tiene que si o si seguir este patrón: 1º ser fabricante de partes de menor complejidad para luego llegar a las de mayor como las alas. Si algún día FAdeA quiere recorrer este camino, tendrá que pasar por estas etapas también.
                    Seguramente a partir del avión número 37, ya la fábrica producirá las piezas de nivel 1.
                    "Antes sacrificaría mi existencia que echar una mancha sobre mi vida pública que se pudiera interpretar por ambición".José de San Martín

                    Comentario


                    • #55
                      Re: F-X Capítulo 2.5!!!













                      Comentario


                      • #56
                        Re: F-X Capítulo 2.5!!!

                        TERRIBLE Datalink el de los Cariocas! eso es un verdadero sistema de vigiliancia y defensa aérea!.

                        Saludos.
                        Guille.
                        "Para que triunfe el mal, solo es necesario que los buenos no hagan nada..."

                        Comentario


                        • #57
                          Re: F-X Capítulo 2.5!!!

                          El datalink nacional Link BR2 trará um gano interoperabilidade significativo, todos los nuestros equipos hablando entre ellos. No olvidemos el KC-390. Saludos

                          Comentario


                          • #58
                            Re: F-X Capítulo 2.5!!!

                            Y el Grippen NG que figura como FX-2, como me gustaría que nos asociemos, obviamente saldría ganando más Argentina por el hecho de que Brasil tienen experiencia en producción en serie de diversos SdA, pero bueno ojala exista dentro de poco la posibilidad de una sinergia entre ambos países.

                            Saludos.
                            Guille.
                            "Para que triunfe el mal, solo es necesario que los buenos no hagan nada..."

                            Comentario


                            • #59
                              Re: F-X Capítulo 2.5!!!

                              No olvidemos también que el Link BR2 será usado por el EB y MB.

                              Les dejo una entrevista sobre el Link BR2

                              Haga clic en la imagen para ver una versión más grande

Nombre:	Assinatura-Link-BR2-com-Mectron-foto-cb-Santos-Ag-Força-Aérea-FAB-580x406.jpg
Visitas:	1
Size:	58,6 KB
ID:	586328

                              Agência Força Aérea – Qual a vantagem de uma aeronave utilizar datalink?

                              O datalink hoje representa um grande diferencial para uma Força Aérea, especificamente para aeronaves de combate, porque permite que elas troquem informações, por dados, sem a necessidade de comunicação por voz. Isso agiliza a comunicação entre os pilotos e aumenta muito a consciência situacional.

                              Agência Força Aérea – Como, na prática, ele pode ser utilizado?

                              Por exemplo, a síntese radar do E-99, uma aeronave que tem um radar bastante poderoso, pode ser repassada para um piloto de A-29, de maneira que este tenha condições de visualizar outras aeronaves, mesmo sem ter um radar à bordo Isso evita que o operador do E-99 e o piloto do A-29 tenham que estabelecer comunicação por voz.

                              Agência Força Aérea – E o Link BR2 serve para transmitir imagens também?

                              Serve. É possível a transmissão de imagens óticas ou de outros tipos de sensores, além de também mandar texto, o que também traz um grande ganho operacional. Uma aeronave pode enviar a imagem de um alvo para outra aeronave ou para um centro de comando e controle, a fim de verificar sua correta identificação e engajamento.Um comandante pode acompanhar visualmente o desenrolar de uma operação.

                              Agência Força Aérea – A adoção dessa tecnologia muda a forma de combater?

                              Muda. Por exemplo, utilizando o recurso do datalink, você pode enviar uma aeronave na frente, com o radar desligado, mas conhecendo todos os alvos à frente, repassados por uma aeronave que esteja mais atrás, esta sim com o radar ligado. Então, quer dizer, a aeronave da frente ao não utilizar o radar, vai estar mais escondida eletronicamente do que uma aeronave que esteja com o radar ligado. Essa aeronave da frente, portanto, pode se aproximar mais de seu alvo e fazer uso mais eficiente de seu armamento, por meio das informações passadas por outras aeronaves.

                              Agência Força Aérea – E é possível atirar utilizando os dados do Link BR2?

                              Sim, será possível. Não faz parte do escopo deste projeto, mas já previmos a possibilidade de fazer a escravização e o guiamento de mísseis a partir de alvos captados por sensores de outras aeronaves e transmitidos via data link.

                              Agência Força Aérea – Como será a implantação do Link BR2 na FAB?

                              Inicialmente nós vamos instalar o datalink em quatro aeronaves F-5M, quatro aeronaves A-29 e duas aeronaves E-99M. Com o datalink instalado nessas aeronaves, vamos fazer uma prova de conceito e testar todas as funcionalidades que foram planejadas. Depois que validarmos a solução, vamos implementar nas demais aeronaves da Força Aérea.

                              Agência Força Aérea – E o A-1 modernizado, terá o Link BR2?

                              Haga clic en la imagen para ver una versión más grande

Nombre:	A-1M-1-30903BAT0153-Bruno_Batista.jpg
Visitas:	1
Size:	259,0 KB
ID:	586329

                              O Link BR2 já está sendo instalado no A-1, só que o A-1 está recebendo a primeira versão do link BR2. Neste contrato que estamos assinando, vamos ter o link BR2 com capacidades adicionais, mas essa nova versão será capaz de trocar dados com a versão instalada no A-1 .

                              Agência Força Aérea – Qualquer aeronave pode receber uma tecnologia como essa?

                              Sim, mas seu uso depende de como a aeronave vai ser utilizada em um cenário operacional. O equipamento datalink é mais ou menos do tamanho de uma caixa de sapatos. Nessa caixa haverá um rádio e o terminal datalink, com protocolos de comunicação e aplicativos para interagir com os pilotos e os sistemas das aeronaves

                              Agência Força Aérea – E que tipos de aeronaves devem receber datalink?

                              Depende da missão dessa aeronave. Aeronaves de caça, aeronaves de reconhecimento, aeronaves de patrulha, de reabastecimento, de controle e alerta em voo, helicópteros…. qualquer aeronave que tenha uma função relevante no teatro de operações.

                              Agência Força Aérea – A FAB já utiliza algum tipo de datalink? Qual a diferença para o Link BR2?

                              Nós já utilizamos alguns datalinks. Nós temos um datalink que permite que apenas aeronaves F-5 conversem entre si; temos outro datalink para as aeronaves A-29, e temos o Link BR1, que permite a comunicação entre as aeronaves E-99 e R-99 com estações em solo. Foi a partir da experiência adquirida com esses datalinks, que conseguimos desenvolver os requisitos para o Link BR2, que vai permitir que todas as aeronaves possam conversar entre si com grande capacidade de transferência de dados. Será possível, com esse novo sistema, incluir mais de 1.000 aeronaves, em diversas redes, trocando dados, simultaneamente, entre si.

                              FAB terá sistema nacional de datalink para comunicação entre aeronaves | Poder Aéreo - Informação e Discussão sobre Aviação Militar e Civil

                              Comentario


                              • #60
                                Re: F-X Capítulo 2.5!!!

                                Originalmente publicado por Super 6-4 Ver Mensaje
                                Y el Grippen NG que figura como FX-2
                                Aca esta


                                No son solo cazas que hacen una gran y moderna fuerza aerea.

                                Comentario

                                Trabajando...
                                X